Workshop: Lenços de Namorados

Imagem

Alberto Santos

 

No dia 25 de janeiro, tivemos o prazer de ter connosco o escritor: Alberto S. Santos, autor dos romances históricos: A Escrava de Córdova e A Profecia de Istambul.

 

Depois de uma peculiar apresentação feita pela Fátima Peixoto (10.ºA), o autor esclareceu muitos aspetos que estiveram na origem dos seus livros e desvendou os seguintes segredos: preferência pela abordagem de assuntos históricos que não estão no imaginário das pessoas; a musa inspiradora do seu primeiro romance terá sido a descoberta de um objeto árabe na sua terra natal (Penafiel); na próxima primavera, lançará um novo romance que terá uma trama na cidade de Bracara Augusta (Braga).

 

Como é habitual neste tipo de sessões, os presentes aproveitaram a presença do escritor para lhe colocar questões e ler excertos dos seus livros, com uma explicação do porquê da sua escolha, terminado a sessão com um delicioso momento musical, relacionado com a trama amorosa das personagens do seu primeiro romance.

 

No final, houve ainda a tradicional sessão de autógrafos e um convite para apresentar o seu próximo romance na nossa escola, visto que estamos geograficamente num espaço privilegiado da cidade de Bracara Augusta.

 

Em nome de toda a equipa da biblioteca, agradeço o gesto do escritor e julgo que Alberto Santos terá sentido imenso prazer neste “passeio”… 

ImagemImagemImagem

CONCURSO DE POEMAS/CARTAS DE AMOR

Imagem

MARATONA DE LEITURA

MARATONA_DA_LEITURA

Programa da Biblioteca ESCA para o DIA DA ESCOLA

Todo o dia:

Exposição: “ESCA: passado/presente”;

Espólio de António Dória na sala/biblioteca Dória;

“O livro, que futuro?”;

Jogos lúdicos;

Visitas guiadas;

Apresentação de trabalhos de alunos.

16 horas, Sala de estudo individual:

Apresentação do livro: “Anjos, Diabos, Amor”, de Mélanie Faustin (ex-aluna da ESCA).

Imagem

Alberto S. Santos na ESCA

ImagemNo dia 25 de janeiro, pelas 11:50 horas, no auditório, a Biblioteca Escolar da Escola Secundária Carlos Amarante tem o prazer de apresentar o escritor Aberto Santos.

Alberto S. Santos nasceu em 1967 e é licenciado em Direito pela Universidade Católica Portuguesa. Exerceu advocacia até 2002, altura em que passou a desempenhar funções autárquicas. 
É natural de Paço de Sousa, Penafiel, onde reside. 
A Profecia de Istambul (2010) é o seu segundo romance, depois da publicação do best-seller A Escrava de Córdova (2009).

 

Se estiver interessado/a, participe!

 

Para mais informações, poderá consultar as seguintes páginas:

http://www.portoeditora.pt/sobrenos/autores/index/tema/autores?id=46282

http://www.youtube.com/watch?v=0KqcPYqaiYU

 

Julie Hodgson

No dia 13 de dezembro, pelas 12:00, tivemos connosco a escritora Julie Hodgson que nos veio apresentar o seu mais recente livro: “Jodie and the  Library Card” (Jodie e o Cartão da Biblioteca).

Julie Hodgson é autora de vários livros para crianças e para jovens. Tem viajado por todo o mundo na sua qualidade de escritora para crianças e jovens e na sua qualidade de contadora de histórias, mas agora vive em Portugal, desenvolvendo sessões de leitura e de contos em escolas.

A atividade começou com uma breve apresentação feita em inglês por três alunos das turmas presentes (7.ºA, 7.ºB., 7.ºC), seguindo-se o visionamento de um vídeo muito interessante sobre a obra que iria apresentar (http://www.youtube.com/watch?v=-5o3Nx21Ek8 ). Apesar de utilizar unicamente a língua inglesa, manteve sempre uma postura simples e descontraída que beneficiou muito a prossecução do evento e estimulou os alunos. Para além disso, mostrou aos alunos algumas publicações antigas destacando-se uma primeira edição muito velhinha de A Christmas Carol, de Charles Dickens.

Após a apresentação da obra, houve um momento em que os alunos fizeram muitas perguntas à escritora, demonstrando muito interesse pelo conteúdo do livro e pela autora. Nenhuma questão ficou por responder.

No final, apesar do avançado da hora, mostrou-se completamente disponível para autografar os livros que os alunos adquiriram e aproveitou para ter uma breve conversa particular com todos eles.

Em suma, penso que Jodie Hodgson deu mostras de ser fiel à sua divisa :”Always be the very best you can be” (Sê sempre o melhor que podes) e a Biblioteca Escolar da Escola Secundária Carlos Amarante agradece-lhe por isso.

ImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagem

Fica o registo dos alunos que presenciaram esta sessão:

ImagemImagemImagem

Mensagem de Natal

A Biblioteca Escolar deseja a todos um santo e feliz Natal.

Não se esqueça: se der presentes, ofereça um LIVRO!Imagem

FEIRA DE LIVROS NA BIBLIOTECA

Nos dias 6 e 7 de dezembro decorre na Biblioteca da ESCA a feira do livro usado.

Participa!

Aguardamos por ti!

Dados Biográficos do Professor Doutor Galopim de Carvalho

                                                                  Professor Doutor Galopim de Carvalho

                 O Professor Doutor Galopim de Carvalho (António Marcos Galopim de Carvalho) nasceu em Évora em 1931. Jubilou-se como professor catedrático da Universidade de Lisboa, tendo lecionado no Departamento de Geologia da Faculdade de Ciências, atividade que iniciou em 1961. Foi diretor do Museu Nacional de História Natural, entre 1993 e 2003, tempo em que realizou várias exposições, especialmente as dedicadas aos dinossáurios (como gosta de dizer), de que se pode destacar a exposição “Dinossáurios Robots”, com o recorde de 360 mil visitas em apenas onze semanas, que foi repetida no Porto e em Macau. Outras exposições de que foi responsável intitularam-se “Dinossáurios na China”, “Carnívoros”, “Dinossáurios da Mongólia”, “Plumas de Dinossáurios”, “Dinossauriomania”, “T.rex, quando as galinhas tinham dentes”, etc.

                Como geólogo, trabalhou especialmente nas áreas de Sedimentologia e Geomorfologia. Foi pioneiro na prospeção e estudo de recursos minerais não metálicos, nomeadamente areias e argilas. É autor de dezenas de livros, de matéria científica, mas também de divulgação do trabalho de outros vultos do conhecimento (nacionais ou estrangeiros, de hoje e do passado), de ficção e de memórias. Publicou centenas de artigos em revistas científicas. Publicou igualmente centenas de artigos de opinião como cidadão interessado e interveniente, especialmente em defesa do ambiente e do património geológico. São também da ordem das centenas as palestras e conferências que produziu em Portugal e no estrangeiro. Nas artes plásticas, tem participado em exposições de pintura, desenho e escultura.

                A Escola de Pego Longo (Carenque) tem-no como patrono, pelo que passou a designar-se com o seu nome. É também patrono de um agrupamento de Jardins de Infância, em Queluz, e do “Museu do Quartzo”, em Viseu, instituições a que obviamente se agregou o seu nome.

                Pela sua ação foi distinguido com muitas condecorações, prémios, diplomas e medalhas de ouro.

                Descrever com um mínimo de precisão o seu currículo ocuparia um espaço excessivo. O que atrás fica é apenas um resumo muito muito incompleto…

                Acrescente-se apenas que idade não lhe afeta o dinamismo. Textos da sua autoria são continuamente publicados em diversos blogues, entre os quais o seu: sopasdepedra.blogspot.com. É um exemplo e uma referência pelo seu vasto conhecimento científico, pela sua cultura, pela sua cidadania e pela sua disponibilidade e generosidade para ajudar e esclarecer professores do ensino secundário. Ler os seus textos sobre as mais diversas matérias, (tentar) executar e apreciar as suas receitas culinárias, saborear o seu sentido de humor, apreciar a beleza, o rigor, a clareza, a autenticidade e a honestidade da sua escrita são benefícios ao alcance de toda a gente.

               O texto anterior, sobre geodiversidade e biodiversidade, adaptei-o eu, de um seu artigo publicado no sítio que indiquei. Com receio lho enviei, para ver se o aprovava. Imediatamente autorizou a publicação do texto e se disponibilizou para me prestar qualquer ajuda.

                Ficámos-lhe imensamente gratos: eu e a Escola Secundária Carlos Amarante.

                José Batista da Ascenção