Porque me inquietas

Porque me inquietas, coração,

Na manhã  que vai nascer,

Na noite que me traz sonhos

Que não poderei  viver?

Sossega ,meu coração,

Meu coração inquieto,

Já passou o vendaval

Da paixão e do desejo…

Quebraram-me as minhas asas

Roubaram-me os meus anseios,

Mas tu resistes e teimas

Em libertar-me dos freios…

Meu coração inquieto,

Não queiras rasgar –me a alma…

Deixa que a vida prossiga

Desatenta, lenta , calma…

Cândida Esteves Soares 

outubro de 2013

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: